Guedes: aprovação de autonomia do BC no Senado mostra que há apoio para reformas

De Redação Estadão | 6 de novembro de 2020 | 18:08

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a aprovação do projeto de autonomia do Banco Central pelo Senado na quarta-feira mostra que o governo tem apoio político para as reformas. O texto ainda depende de aprovação da Câmara dos Deputados. “Agradeço ao Senado. Conseguimos o Banco Central independente em um momento em que dizem que estamos sem interlocução política”, afirmou, em evento virtual Itaú Macro Vision 2020.

Ele ressaltou a importância da autonomia do BC para manter a inflação sob controle. De acordo com Guedes, os gastos extras com auxílio emergencial, por exemplo, geraram alta pontual e transitória de preços e a ação da autarquia de forma autônoma é importante para garantir que a inflação seja mantida na meta nesses casos.

“A autonomia do Banco Central garante que o aumento transitório de preços não vire permanente”, comparou.

De acordo com o ministro, há uma agenda de reformas que, ele espera, deve ser votada pelo Senado em seguida, como a Lei das Falências. “O Senado está trabalhando em um período de polêmica, que é o de eleição”, acrescentou.

O ministro voltou a dizer que a economia está retomando “em V” e disse que o dado mais impressionante da retomada é a geração de emprego, em uma referência à abertura de vagas no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) nos últimos meses. “Devemos continuar criando empregos até o final do ano”, completou.

Lorenna Rodrigues e Idiana Tomazelli
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário