Hamilton critica policiais dos EUA por violência contra negros: 'Uma desgraça'

De Redação Estadão | 29 de maio de 2020 | 20:41

O piloto britânico Lewis Hamilton criticou nesta sexta-feira os excessos cometidos por policiais nos Estados Unidos. O dono de seis títulos mundiais na Fórmula 1 se manifestou sobre a morte de George Floyd, que tem provocado protestos contra os abusos por parte da polícia contra negros e a discriminação racial no país.

Hamilton fez uma série de publicações no recurso Stories do seu perfil no Instagram, entre elas a da imagem de uma capa da revista Time com uma série de policiais correndo atrás de um homem negro. “Vocês são uma desgraça”, escreveu Hamilton, o primeiro negro a conseguir uma vaga no grid da Fórmula 1.

As postagens de Hamilton incluíram, também, um vídeo em que policiais agridem diversas pessoas, além de uma charge em que uma criança diz a um policial que o seu sonho é se manter viva. E ainda cobrou ações efetivas na investigação sobre a morte de Floyd.

Antes de Hamilton, outras importantes personalidades do esporte haviam se manifestado sobre o tema, como LeBron James e Colin Kaepernick, do futebol americano.

Floyd, de 46 anos, morreu por asfixia após um policial ajoelhar-se sobre seu pescoço durante uma abordagem. Ele era um dos melhores amigos do ex-jogador de basquete Stephen Jackson, campeão da NBA, em 2003, pelo San Antonio Spurs.

O vídeo da ação policial foi divulgado na última terça-feira e ganhou repercussão internacional após LeBron compartilhar uma imagem do vídeo pausado, onde Floyd encontra-se no chão, já desacordado, com o joelho do policial em cima de seu pescoço.

Segundo o Departamento de Polícia de Minnesota, que demitiu os quatro policiais envolvidos no caso, Floyd era suspeito de fraudar cartões de crédito e foi imobilizado pelo policial após resistir à abordagem.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário