Hospital do Trabalhador atende 1,2 milhão de traumas em 22 anos

De lucianpichetti | 1 de julho de 2020 | 16:56
Foto: AEN

O pronto-socorro do Hospital do Trabalhador (HT), de Curitiba, completa nesta semana 22 anos. Inaugurado em 1998, o serviço já atendeu mais de 1,2 milhão de traumas.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, destaca que o HT é referência internacional em atendimento de traumas e emergências. “Durante estes 22 anos, muitas vidas foram salvas graças ao serviço prestado pelo HT, por isso, reconhecemos a todos os profissionais envolvidos e destacamos a excelência no trabalho realizado”, afirmou o secretário.

Segundo o diretor do Complexo Hospitalar do Trabalhador (CHT), Geci Labres de Souza Júnior, o HT se tornou o maior pronto-socorro público do Paraná, sendo considerado um dos melhores do país. O dia do aniversário foi 29 de junho. 

“Referência para a população de Curitiba e Região Metropolitana, o hospital que é o mais importante centro de trauma do Estado, reconhecido mundialmente, realiza em média 70 mil atendimentos no pronto-socorro por ano”.

Histório

De 1998 até agora, o HT realizou mais de 4,2 milhões de atendimentos. Além da assistência hospitalar, a unidade também realiza consultas e exames ambulatoriais, além de partos de gestantes de alto risco. O HT é ainda um hospital de ensino, sendo campo de estágio e residência nas áreas de medicina, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional, farmácia, entre outras.

“A abertura do pronto-socorro do HT foi consequência de um projeto inovador firmado entre a Secretaria da Saúde, a Universidade Federal do Paraná e sua Fundação (Funpar) e a Secretaria de Saúde de Curitiba. A iniciativa visou o atendimento de pacientes vítimas de traumas, além do desenvolvimento de atividades acadêmicas com alunos e residentes de medicina”, afirmou o chefe do serviço de cirurgia geral e diretor acadêmico do hospital, Iwan Collaço.

Qualificados

De acordo com ele, os objetivos das instituições parceiras foram alcançados. “Os pacientes que chegam ao PS do HT são atendidos por equipes profissionais altamente qualificadas, dentro de uma estrutura planejada, e com equipamentos essenciais a esse tipo de atendimento. Essas equipes também proporcionam além do atendimento técnico, um cuidado com os aspectos psicológicos e pessoais desses doentes”, comentou.

Ele explica que o corpo clínico do hospital está comprometido com a assistência médica, ensino, pesquisa e com valores que visam desenvolvimento científico e compromisso social.

Covid-19

Desde o início da pandemia no Paraná, o Hospital do Trabalhador também foi preparado para realizar o atendimento com espaços exclusivos para pacientes suspeitos ou confirmados com a doença.

“Neste momento, em meio à pandemia que vivemos, o HT se adequou as novas condições e se tornou também uma das maiores unidades de atendimento ao coronavírus no Paraná”, afirmou o secretário Beto Preto.

Dados da equipe de Regulação de Leitos da Secretaria da Saúde apontam que o hospital possui atualmente 22 leitos de UTI adulto e 34 de enfermaria, exclusivos para atendimento Covid-19. Já o CHT, somou nesta terça-feira (30), 74 leitos de UTI adulto e 66 de enfermaria.

No período de 27 de fevereiro a 28 de junho, o CHT já atendeu 1.312 casos relacionados ao coronavírus. Destes, 267 casos foram confirmados, prevalecendo à faixa etária de 60 anos ou mais em 39% dos pacientes.

Colaboração AEN

Deixe um comentário