Indústria contrata 170 mil no trimestre até abril, diz IBGE

De Redação Estadão | 31 de maio de 2019 | 09:26

A taxa de desocupação subiu de 12,0% no trimestre encerrado em janeiro para 12,5% no trimestre terminado em abril, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta sexta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram abertas 74 mil vagas, enquanto 552 mil pessoais a mais passaram a procurar emprego.

Houve corte de trabalhadores no período nas atividades de construção (-173 mil), comércio (-186 mil trabalhadores), alojamento e alimentação (-19 mil), serviços domésticos (-43 mil) e agricultura (-31 mil).

Por outro lado, o segmento de informação, comunicação e atividades financeiras contratou mais 122 mil funcionários.

Também houve absorção de trabalhadores em transporte (+92 mil), indústria (+170 mil), outros serviços (+38 mil) e administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (+92 mil).