Israel: dose única é menos eficaz do que o esperado

De Redação Estadão | 21 de janeiro de 2021 | 07:59

O responsável pela resposta de Israel ao novo coronavírus, Nachman Ash, afirmou que uma única dose da vacina Pfizer/BioNTech pode estar fornecendo menos proteção do que o inicialmente esperado, pois o país relatou recorde de 10 mil novas infecções por covid na segunda-feira.

“É menos eficaz do que pensávamos”, disse Ash à Rádio do Exército. Mas as autoridades afirmam que quem recebe as duas doses do imunizante tem um aumento de 6 a 12 vezes na carga de anticorpos contra a covid-19 – a Pfizer recomenda duas doses.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Redação, O Estado de S.Paulo
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.