Itália terá primeiras doses de vacina de Oxford até fim do ano, diz chanceler

De Redação Estadão | 11 de outubro de 2020 | 13:44

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, afirmou neste domingo (11) que o país terá as primeiras doses da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela Universidade de Oxford até o fim do ano, segundo informações da agência de notícias ANSA.

Em entrevista a um canal de televisão local, Di Maio também afirmou que a Itália “não pode permitir um novo bloqueio”. “O sistema econômico e comercial não pode permitir.” Segundo o chanceler, a terapia intensiva do país está equipada e que o país mostrou que pode lidar com a emergência, embora em fevereiro não estivesse preparado para combater a doença.

Thaís Barcellos
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário