Jadson acerta retorno ao Athletico-PR após 16 anos: 'Não vim para passear'

De Redação Estadão | 9 de outubro de 2020 | 16:32

O Athletico-PR anunciou nesta sexta-feira a contratação do meio-campista Jadson, que estava sem clube desde que havia sido dispensado pelo Corinthians no começo deste ano. O jogador foi revelado pelo clube paranaense e retorna após 16 anos. Sem jogar desde o final de 2019, ele estava treinando no clube há duas semanas e assegurou que não veio para “passear”. Seu contrato tem validade até maio de 2021

“Sempre sonhei em voltar. Estou realizando esse sonho e tenho que agradecer ao (presidente Mario Celso) Petraglia. Vim para mostrar resultados e não passear”, garantiu o novo reforço. “Estou muito feliz de vocês terem aberto a porta da minha casa, né? Porque saí daqui novo. Estou retornando e quero dar muitas felicidades à torcida”, acrescentou.

O Athletico anunciou Jadson em suas redes sociais e divulgou um vídeo com alguns lances do jogador. Revelado pelo clube paranaense em 2001, o meia se destacou em 2004. Naquela temporada, a equipe foi vice-campeã brasileira. Ele era o camisa 10 daquele time e marcou 15 gols na edição da competição.

“Eu me sinto muito feliz e lisonjeado. Sempre tive um carinho e um respeito muito grande pelo Athletico”, destacou. “Foi o clube que me abriu as portas para o futebol e para o mundo. Hoje, estou de volta aqui para tentar conseguir coisas importantes junto com o grupo e dar alegrias à torcida athleticana”, completou.

Depois, Jadson passou sete temporadas no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, teve passagem discreta pelo São Paulo, e se destacou no Corinthians , pelo qual foi campeão brasileiro em 2015 e 2017. Também jogou no Tianjin Quanjian, da China, e foi convocado algumas vezes para a seleção brasileira. Em seu currículo, ele ostenta mais de 20 títulos.

Em pouco mais de 15 anos de carreira, Jadson mudou o seu estilo de jogo. Mas garante que a técnica segue a mesma. “Ganhei um pouco mais de experiência. Com o passar dos anos, você vai adquirindo isso. Podem ter certeza que na parte técnica, eu estando bem fisicamente, vou dar meu melhor pela equipe.” No entanto, o experiente meio-campista, de 37 anos, não entra em campo há quase um ano. Sua última partida oficial foi em dezembro de 2019, pelo Corinthians, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, deve demorar a reestrear.

Ele foi liberado pelo clube paulista a pedido do técnico Tiago Nunes, e recentemente chegou a ironizar o treinador após a derrota para o Palmeiras no dérbi por 2 a 0, em Itaquera. “Guardiola brasileiro”, escreveu, na ocasião.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário