John Kerry diz que clima é questão de segurança e celebra volta a Acordo de Paris

De Redação Estadão | 19 de fevereiro de 2021 | 15:49

Em discurso durante Conferência de Segurança de Munique, o enviado especial dos Estados Unidos para o clima, John Kerry, declarou que as mudanças climáticas representam uma das mais complexas questões de segurança, e felicitou a volta do país ao Acordo de Paris.

Entre os dados apresentados, o ex-secretário de Estado mencionou a situação extrema do Texas, que enfrenta uma nevasca histórica, deixando pessoas desabrigadas, sem eletricidade e sem água. As altas temperaturas na Europa e o descongelamento no ártico também provocam alerta.

Kerry criticou também a postura do ex-presidente americano Donald Trump, ao relembrar que os EUA passaram os últimos 3 anos perdidos em relação às questões climáticas, e reforçou que atualmente, apenas 2 países estão cumprindo o acordo de Paris.

Entre as propostas para lidar com a crise, Kerry fala em limitar o aumento da temperatura a 2ºC e precificar o carbono para reduzir emissões, caso contrário, será impossível lidar com o aquecimento global. “Temos até 2030 para entrar no caminho para cumprir as metas favoráveis ao clima”, disse.

Camila Saplak, especial para o Broadcast, e André Marinho
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.