Judô brasileiro fecha o primeiro dia do Grand Slam de Tel Aviv sem medalhas

De Redação Estadão | 18 de fevereiro de 2021 | 10:50

O judô do Brasil não teve um bom desempenho no primeiro dia de disputas do Grand Slam de Tel Aviv, em Israel, que é o segundo torneio do Circuito Mundial de 2021. Nesta quinta-feira, os brasileiros ficaram longe do pódio e só conseguiram duas vitórias, ambas na estreia, em oito lutas. Allan Kuwabara e Willian Lima foram os únicos a avançarem à segunda rodada. Eleudis Valentim, Jéssica Pereira, Ketelyn Nascimento e Phelipe Pelim foram eliminados logo em suas primeiras lutas.

Na categoria até 60kg, Allan bateu o judoca do Quirguistão, Allan Bestaev, e caiu, nas punições, diante do casaque Gusman Kyrgyzbayev, melhor ranqueado do torneio. Já Willian, entre os judocas até 66kg, passou pelo búlgaro Bozhidar Temelkov e encarou o número cinco do mundo, Baruch Shmailov, de Israel, na segunda rodada. Em combate equilibrado, foi projetado quase no último segundo de luta e não teve tempo de reverter o waza-ari sofrido.

Na mesma categoria de Allan, Phelipe Pelim perdeu por ippon na estreia diante de Temur Nozadze, da Geórgia, que chegou à final. Nas chaves femininas, Eleudis Valentim (52kg) parou em Gultaj Mammadaliyeva, do Azerbaijão, nas punições; Jéssica Pereira (57kg) não passou por Kaja Kajzer, da Eslovênia; e Ketelyn Nascimento (57kg) parou em Vera Zemanova, da República Checa, depois de quase sete minutos de luta no tempo extra.

O Brasil terá mais cinco judocas em ação nesta sexta-feira. No segundo dia de disputas, o País será representado por Maria Portela (70kg), nas disputas femininas, e por outros quatro judocas nas chaves masculinas: Eduardo Katsuhiro (73kg) e David Lima (73kg) dobram no peso leve, assim como Victor Penalber (81kg) e João Pedro Macedo (81kg) no meio-médio.

COVID-19 – Medalhista olímpica nos Jogos de Pequim-2008, na China, Ketleyn Quadros não embarcou com a delegação brasileira para Israel. Ela testou positivo para o novo coronavírus no último sábado, está sem sintomas e passa bem.

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.