Juros longos embutem cautela com fiscal e curtos têm reação limitada a IBC-Br

De Redação Estadão | 12 de fevereiro de 2021 | 09:52

Os juros longos e médios começam a sexta-feira (12) antes do feriado prolongado de carnaval subindo e ajudando a inclinar mais a curva, diante do temor fiscal com a volta do auxílio emergencial e exterior negativo. Já os curtos rondam a estabilidade, mostrando reação limitada ao IBC-Br de dezembro e 2020 e ao IGP-10 de fevereiro. Às 9h31, o DI para janeiro de 2027 subia para a máxima de 7,24%, de 7,12% no ajuste de quinta-feira. O DI para janeiro de 2023 exibia 4,93%, de 4,88%, enquanto o vencimento para janeiro de 2022 marcava 3,34%, mesma taxa do ajuste anterior.

Luciana Xavier
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.