Medvedev derrota Nadal de virada e faz a decisão do ATP Finals contra Thiem

De Redação Estadão | 21 de novembro de 2020 | 20:53

Com boas jogadas e um pouco de sorte, especialmente no segundo set, o russo Daniil Medvedev conseguiu neste sábado vencer de virada o espanhol Rafael Nadal, número 2 do mundo, por 2 sets a 1 – com parciais de 3/6, 7/6 (7/4) e 6/3, em 2 horas e 35 minutos – e se classificou à decisão do ATP Finals, torneio em Londres que reúne os melhores tenistas da temporada.

Neste domingo, Medvedev enfrenta o austríaco Dominic Thiem, que passou ao ganhar do sérvio Novak Djokovic, lider do ranking. O histórico de confrontos é desfavorável para o russo, que venceu apenas uma vez em quatro duelos anteriores. No único jogo entre eles em 2020, Thiem levou a melhor em sets diretos na semifinal do US Open.

Único jogador invicto nesta edição do ATP Finals, Medvedev marcou a sua nona vitória seguida no circuito profissional – há duas semanas, conquistou o Masters 1000 de Paris, na França. Aos 24 anos, o russo disputará a sua 15.ª final de ATP e busca o nono troféu. O atual número 4 do mundo busca um título inédito em sua carreira.

Quem segue sem vencer o ATP Finals é Nadal. A competição é uma das únicas, dos principais eventos do tênis, que o espanhol ainda não possui no seu currículo de 86 troféus de simples, 11 de duplas e que ainda inclui duas medalhas de ouro olímpicas. Em sua 10.ª participação no torneio, chegou pela sexta vez à semifinal. Tem dois vice-campeonatos, já que perdeu as finais de 2010, para o suíço Roger Federer, e de 2013, para Djokovic.

Em quadra, o jogo começou equilibrado, mas com pequena superioridade de Medvedev, que conseguiu dois break points logo no terceiro game. Atento, Nadal se recuperou, confirmou o serviço e desestabilizou o russo. No oitavo game, o espanhol conseguiu a quebra do saque, fazendo 5/3. Sacando para o set, coube ao número 2 do mundo fazer 6/3 e abrir 1 a 0 na partida.

A segunda parcial foi a mais imprevisível e emocionante. Medvedev começou e abriu 3/0. Pouco depois, quando perdia por 4/1, Nadal salvou um break point que poderia deixá-lo em situação delicada no set e confirmou o serviço. O game deu confiança ao espanhol, que devolveu a quebra na sequência.

Mas após conseguir nova quebra, virar para 5/4 e sacar para fechar a partida, Nadal errou muito, desperdiçou um match point e ainda viu Medvedev empatar a parcial. Para piorar mais a situação do espanhol, o russo conseguiu nova virada (6/5), obrigando-o a sacar para forçar o tie-break, o que conseguiu sem sustos.

No tie-break, Medvedev começou melhor, abrindo 4 a 1. Mais preciso, o russo continuou dominando até fazer 6 a 3 e ter três set points. Em situação muito difícil, Nadal ainda diminuiu, mas não resistiu ao adversário, que fechou em 7/4, empatando a partida.

O terceiro set começou equilibrado com os dois tenistas arriscando pouco. No sétimo game, porém, Medvedev conseguiu o primeiro break-point, quebrando o serviço de Nadal na sequência. Com 5/3 a seu favor, o russo passou a depender apenas de si para vencer a partida e não titubeou, fechando o set em 6/3.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário