'Minha posição de combate ao racismo não precisava de likes', diz Gloria Maria

De Redação Estadão | 19 de novembro de 2020 | 17:08

Às vésperas do Dia da Consciência Negra, Gloria Maria compartilhou uma foto antiga para relembrar o início da sua carreira como repórter na TV Globo, no início dos anos de 1970.

“Na semana da Consciência Negra, muito orgulho de lembrar um tempo em que eu era uma presença quase solitária no telejornalismo”, escreveu ela em publicação no seu Instagram.

Gloria continuou: “minha posição simples e direta de combate ao racismo não precisava de likes. Vida que segue!”.

Confira a publicação de Gloria Maria abaixo:

Clique aqui

No último mês de setembro, a apresentadora foi criticada nas redes sociais após a uma entrevista que deu para Joyce Pascowitch, em live no Instagram.

“Hoje, tudo é racismo, tudo é preconceito… Eu, até hoje, na TV, tenho meus câmeras antigos, os técnicos que estão comigo há 40 anos, todos me chamam de ‘Neguinha’. Eu nunca me ofendi … Acho que esse mundo está muito chato. Essa coisa do politicamente correto é um porre”, disse ela.

Bárbara Correa
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário