Ministro dos Esportes da Itália acredita que Cristiano Ronaldo violou protocolo

De Redação Estadão | 16 de outubro de 2020 | 13:52

Vincenzo Spadafora, ministro dos Esportes da Itália, afirmou acreditar que Cristiano Ronaldo teria violado o protocolo de prevenção à covid-19 ao voltar para Turim, após ter testado positivo para a doença. “Sim, acredito nisso, não houve autorização específica das autoridades de saúde”, disse o ministro, à emissora Rai Uno.

No entanto, no mesmo dia, em comunicado, a Juventus afirmou, sem especificar, que o regresso do português teria sido autorizado por órgãos competentes. “Cristiano Ronaldo regressou à Itália num avião médico autorizado pelas autoridades sanitárias competentes a pedido do jogador e ficará isolado em casa”, explicou o clube.

Segundo autoridades sanitárias italianas, na semana passada, Cristiano já havia quebrado o protocolo de segurança ao se juntar ao elenco da seleção portuguesa para disputa dos jogos contra França e Suécia, válidos pela Liga das Nações, mesmo sabendo que dois jogadores da Juventus haviam testado positivo para a covid-19.

“Quando alguém não respeita os protocolos é que aparecem os casos que lemos na imprensa”, ponderou Spadafora. Agora, todo o elenco da Juventus está em quarentena. O ministro descartou que irá autorizar um aumento da presença de público nos estádios.

A equipe de Turim volta aos gramados neste sábado diante do Crotone. A partida é válida pelo Campeonato Italiano e acontece no estádio Ezio Scida, às 15h45 (de Brasília).

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário