MIS promove mesas-redondas com mulheres do audiovisual

De Scheila Pessoa | 12 de março de 2020 | 08:47
(Foto: SECC)

O Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS) inicia neste mês a série de mesas-redondas “Conversas de Cinema”, que vai reunir profissionais mulheres do audiovisual, a maioria paranaense, para falar sobre cinema em 10 encontros mensais, até dezembro.

“Roteiro” é o tema do primeiro diálogo, que será no dia 13 (sexta-feira), das 19h às 21h. Participam dessa mesa Alana Rodrigues (PR), Alessandra Pajolla (PR), Jessica Candal (PR) e Maria Shu (SP), com mediação de Sônia Procópio (PR). A entrada é gratuita.

“O objetivo é ressaltar a presença e o trabalho de mulheres no audiovisual paranaense, falar sobre os aspectos específicos do trabalho desenvolvido pelas profissionais, curiosidades, questões de mercado, além de propiciar um ambiente de contato, diálogo e troca em que as pessoas possam conhecer o trabalho umas das outras”, explicou a diretora do museu, Cristiane Senn.

A série foi pensada para profissionais do audiovisual, da comunicação e estudantes da área, mas é aberta à participação de qualquer pessoa que tenha interesse pelo tema. Não há necessidade de inscrição prévia.

Participantes

Alana Rodrigues – graduada em Cinema e Vídeo (FAP/Unespar). Fez o curso “Desarrollo de Proyectos Cinematográficos Iberoamericanos” (2017, Fundación Carolina, Madrid). Venceu duas vezes o Concurso de Roteiros do Festival de Roteiros Audiovisuais de Porto Alegre (FRAPA): curta “TOC” (2014); e “Terrestre” (2015) em parceria com Ana Johann.

É corroteirista do longa “A Mesma Parte de Um Homem”, filmado em 2019 e em fase de pós-produção. Ganhou o Cacto de Ouro por Melhor Roteiro de Curta de Ficção por “Julieta de Bicicleta” no 14º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões (2019, Floriano, Piauí). O curta foi selecionado para vários festivais internacionais, como o 22º Brussels Short Film Festival (2019, Bélgica), e o 41º Festival Internacinal del Nuevo Cine Latinoamericano de Habana. Atualmente desenvolve o longa “RUMOR”, que será produzido pela Sambaqui Cultural e dirigido por Joana Nin; a série “PSICÃO”; “Hotel Coração Partido”, “Clube dos Diferentões”, entre outros.

Alessandra Pajolla – formada em Jornalismo (UEL), especialista em Criação e Produção para Audiovisual (Pitágoras) e doutora em Estudos Literários (UEM). Escreveu dois roteiros de curtas (edital 004/2007 SEEC/Ancine): “Inventário”, estrelado por Adriano Garib, e vencedor do prêmio de Curta-Metragem (Drama) no Creation International Film Festival (2019, Apple Valley, Califórnia); e “Redenção”, do qual também foi diretora.

Obteve segundo lugar no Prêmio Cabíria 2019 com o piloto da série “O Silêncio das Flores”, escrita em parceria com Renata Lago. A série também foi finalista do FRAPA e selecionada pelo Núcleo de Produções Audiovisuais (NPA) de Curitiba (2019). Foi assistente de roteiro da série de ficção infantil “Super Família” (2016), escrevendo oito dos 26 episódios. Escreveu o projeto de série “Histórias do Busão” (Curitiba Lab Sesi/Olhar de Cinema, 2018). Escreveu também o projeto de série “Na Batalha” (laboratório do III Rota – festival de roteiro realizado no Rio de Janeiro, 2019). Em 2020, vai dirigir o curta-metragem de sua autoria “Cinza que te Quero Cor” (edital 006/2018 do Promic Londrina/PR).

Jessica Candal – bacharela em Audiovisual (ECA-USP) e especialista em Poéticas Visuais (EMBAP). Como diretora realizou os curtas “Ainda Ontem” (Festival du Court Métrage Clermont Ferrand e Mostra Tiradentes), “Bárbara na Cidade”, “Teia” e “O Espelho de AnA”.

Como roteirista, escreveu os longas “Horizonte”, vencedor do Concurso de Pitchings do Olhar de Cinema; “Ferrugem”, premiado como Melhor Roteiro ao lado de Aly Muritiba, no Festival de Gramado (2018); “Tão Longe do Centro da Terra”, em parceria com Aarón Fernández; “O Espanto”, em parceria com George Walker; e foi uma das co-autoras de “Eduardo e Mônica”. Atualmente está escrevendo “A Rua é Noiz”, cinebiografia de Emicida, junto dele, Aly Muritiba e Toni C.

Maria Shu – dramaturga e roteirista, com textos lidos e encenados em vários países, como Suécia, Cabo Verde, Portugal e França. Formada em Letras, também é pós-graduada em Língua Portuguesa (PUC-SP). Shu estudou dramaturgia na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, além de roteiro audiovisual na Academia Internacional de Cinema.

Entre os seus principais trabalhos, estão os textos “Cabaret Stravaganza” (2011), “Giz” (2011), “Relógios de areia” (2013), “Epifania” (2016), “Peça para quem não veio” (2017), “Leoa na Baia” (2017), “O sorriso da rainha” (2018) e “Quando eu morrer, vou contar tudo a Deus” (2018). Assinou os roteiros dos curtas “Anoxia” e “Prepositrem” e foi roteirista da série “Onisciente”, cuja primeira temporada estreou em janeiro de 2020 na Netflix.

Sonia Procópio – graduada em Cinema (Unespar) e pós-graduada em Literatura Brasileira e História Nacional (UTFPR). Roteirizou e dirigiu o curta “O Alfaiate” com World Première no 20° Wow Film Festival na Austrália.

Participou do Workshop Ficção Viva II com Kléber Mendonça e Carlos Reygadas e do Núcleo de Dramaturgia do Sesi (2014 e 2019). O projeto “Descalça”, desenvolvido no núcleo, foi selecionado para o 7° Brasil CineMundi International Coproduction Meeting e compôs o Núcleo Criativo “Aqui e Lá” (Prodav 03/FSA), com consultoria geral de Lucrécia Martel.

Com o curta-metragem “Maria”, recebeu o prêmio de melhor projeto no Laboratório de Roteiros Danto Giardina no 3 Margens: Festival Latino-Americano de Cinema.

Dinâmica

Cada uma das 10 mesas propostas na série será composta por quatro profissionais e uma mediadora, totalizando 50 participantes. As conversas serão sempre no MIS-PR, das 19h às 21h. Confira a programação do “Conversas de Cinema” até o fim do ano, com datas e temas de cada encontro:

  • 13/03 – Roteiro;
  • 03/04 – Produção;
  • 15/05 – Direção;
  • 10/06 – Direção de arte, figurino e maquiagem;
  • 17/07 – Direção de fotografia; 14/08 – Som;
  • 11/09 – Animação;
  • 09/10 – Edição e pós-produção de imagem;
  • 13/11 – Pesquisa e educação;
  • 11/12 – Crítica, curadoria e cineclubismo.

Mês das Mulheres

O “Conversas de Cinema” integra a programação do Mês das Mulheres da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, evento com programação dedicada ao protagonismo das mulheres na cultura. As atividades ocorrem na sede da Cultura e em outros espaços, como os museus do Estado, a Biblioteca Pública do Paraná e o Centro Cultural Teatro Guaíra.

Serviço

  • Conversas de Cinema – 10 diálogos com trabalhadoras do audiovisual. Entrada gratuita.
  • Local – Museu da Imagem e do Som do Paraná – Rua Barão do Rio Branco, 395. Centro, Curitiba
  • Informações – (41) 3232-9113 – www.mis.pr.gov.br

Colaboração AEN

Deixe um comentário