Mito Marilyn Monroe em dose dupla no Telecine Cult

De Redação Estadão | 11 de outubro de 2020 | 07:10

Em sua biografia – E o Resto É Loucura, de Hellmuth Karasek -, Billy Wilder conta como o roteirista I.A.L. Diamond e ele tiveram algumas das melhores ideias para Quanto Mais Quente Melhor. Marilyn Monroe era a mulher mais desejada do mundo, o maior mito sexual de Hollywood em 1959. Que tal Marilyn na cama com dois homens? Não havia jeito, a censura não deixaria passar. E se eles estivessem vestidos de mulheres?

Bingo! Duas vezes Marilyn no Telecine Cult, neste domingo, 11. O Wilder passa às 23h45. Será precedido por Os Homens Preferem as Loiras, de Howard Hawks, às 22h. No Hawks, Marilyn e Jane Russell, a loira e a morena, vão para Paris atrás de maridos ricos. Na grande cena, Marilyn canta Diamonds Are A Girls Best Friend.

E em Quanto Mais Quente Melhor (foto)? Jack Lemmon e Tony Curtis testemunham uma chacina de gângsteres. São músicos. Disfarçam-se de mulheres e entram para a orquestra de senhoritas em que Marilyn toca banjo. Os três na cama, e não acontece nada. E que tal se Curtis, bancando o milionário, levasse Marilyn para o seu iate. O que é melhor que seduzir MM, perguntaram-se Wilder e Diamond? Ser seduzido por ela. Curtis banca o impotente, ela resolve – como não? – o caso. Ninguém é perfeito, mas, com um esforcinho, tudo dá certo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Luiz Carlos Merten
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário