Morre, aos 54 anos, a diretora Lynn Shelton

De Redação Estadão | 17 de maio de 2020 | 16:10

Lynn Shelton, cineasta independente mais conhecida por seu trabalho em séries de televisão, como Mad Men, morreu na sexta-feira, aos 54 anos, de uma doença no sangue não identificada, segundo Adam Kersh, agente da cineasta.

Ela realizou dois filmes muito elogiados pela crítica, Entre Irmãs (2011) e Encalhados (2014). Revelada no Festival de Cannes com O Dia da Transa (Humpday, 2009), sobre dois amigos heterossexuais que decidem fazer um filme pornô gay, a diretora passou a frequentar o circuito alternativo de festivais (Sundance e outros).

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário