Na China, Ministério da Agricultura emite alerta de urgência para tufão Bavi

De Redação Estadão | 26 de agosto de 2020 | 10:12

O Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China fez um alerta nesta quarta-feira, 26, para a passagem do tufão Bavi de categoria 8, que se movimenta no mar da China Oriental em direção ao continente e deve ter uma força devastadora. Foi instaurado o alerta de urgência contra tufões que exige que os departamentos agrícolas e rurais de diversas localidades, como Liaoning, Jilin, Heilongjiang, Mongólia Interior implementem várias medidas de defesa para reduzir perdas e danos.

O alerta exorta produtores e trabalhadores rurais a manter contato com os departamentos meteorológicos, de conservação de água e pesca, coletando e enviando informações sobre o caminho do tufão, para que sejam implementadas de medidas de socorro em tempo hábil.

O governo também utiliza a medida para que os agricultores reforcem medidas de estoque e conservação de alimentos.

De acordo com o Observatório Meteorológico Central da China, o tufão Bavi, este ano em categoria 8, se move para o norte do país e sua intensidade aumentará gradualmente, atingindo o nível mais forte.

O observatório afirma que o fenômeno seguirá ainda nesta quarta-feira para a parte sul do Mar Amarelo e se aproximará da costa da península de Shandong na China. Na quinta, 27, deve seguir para a costa do oeste da Coreia do Norte ao leste de Liaoning.

“O Departamento Meteorológico prevê que o tufão Bavi pode se tornar o mais raro a passar por Liaoning desde 1949, superando o tufão mais forte da história recente”, afirma o comunicado do ministério.

O impacto na região nordeste da China deve ser semelhante ao do tufão Bulavan em 2012, preveem os meteorologistas.

Marcela Guimarães
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário