Na ONU, presidente da África do Sul diz que entidade é 'fiadora da paz mundial'

De Redação Estadão | 22 de setembro de 2020 | 13:02

Em discurso na 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, defendeu o multilateralismo e chamou a entidade de “fiadora da paz mundial”. “O sistema da ONU é o melhor meio para enfrentar e superar desafios globais”, declarou o mandatário nesta terça-feira, 22.

Tais desafios, segundo Ramaphosa, são muitos. “Emergências de saúde, crime transnacional, conflito e guerra, mudança climática, migração e desastres naturais”, citou. “A tarefa que temos pela frente é traçar o curso para um futuro transformador e inclusivo após a pandemia do coronavírus. (…) A paz global não se trata apenas de um mundo livre de conflitos. É também um mundo sem pobreza, desigualdade e subdesenvolvimento”, acrescentou.

Eduardo Gayer
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário