Nadador japonês campeão mundial é suspenso até o fim do ano por trair a esposa

De Redação Estadão | 15 de outubro de 2020 | 11:45

Daiya Seto era um dos astros do esporte japonês, sendo bastante famoso no país. Mas a imagem pública do nadador sofreu um sério abalo após ele ser flagrado entrando em um motel com uma mulher que não era sua esposa, o que ele posteriormente admitiu ser um caso extraconjugal.

A traição foi noticiada em setembro. Um jornal publicou fotos de Seto, que foi campeão mundial dos 200m e 400m medley em Gwangju em 2019, entrando em um motel de Tóquio com uma mulher não identificada. Seto é casado com a ex-saltadora ornamental Yuka Mabuchi, com quem tem duas filhas.

Seto pediu desculpas após o caso vir à tona. “Minha falta de respeito machucou a minha valorosa família e decepcionou a todos os meus apoiadores, patrocinadores e muitas outras pessoas. Com muito remorso, eu vou discutir com minha família que caminho iremos tomar”, declarou.

Ainda assim, não foi suficiente para evitar punições: Seto perdeu o patrocínio da Japan Airlines, de quem era garoto-propaganda, pela empresa afirmar que não poderia compactuar com essa situação. Além disso, a Federação Japonesa de Natação suspendeu o nadador até o fim do ano por “quebrar os padrões dos esportistas”. Ele mesmo já havia renunciado ao cargo de capitão da equipe.

No entanto, as punições não afetam a participação de Seto na Olimpíada de Tóquio, adiada de 2020 para 2021, na qual o atleta já está garantido.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário