País registra 194 ocorrências de crimes eleitorais, diz Ministério da Justiça

De Redação Estadão | 15 de novembro de 2020 | 10:43

As autoridades brasileiras registraram 194 ocorrências de crimes eleitorais até as 9 horas deste domingo, 15, primeiro turno das Eleições Municipais 2020. No total geral de ocorrências de hoje, foram anotados 330 casos. Os dados são do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que coordena a Operação Eleições 2020 pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN). Os números de ocorrências serão divulgados a cada 2 horas, até às 21h de hoje. O trabalho envolve autoridades federais e estaduais.

Do total de crimes eleitorais, 62 casos estão relacionados a compra de votos. Em seguida no ranking, estão 56 ocorrências de boca de urna. Também foram registradas ocorrências por desobediência às ordens da Justiça Eleitoral (38), fake news (16), concentração de eleitores (9), desordem que prejudique trabalhos eleitorais (7), transporte de eleitoral (5) e um caso de falsidade ideológica.

Ainda de acordo com a pasta, foram anotados 14 crimes contra candidatos, dos quais oito casos de ameaças, quatro tentativas de homicídio e dois casos de lesão corporal. Também foram registrados em todo o País 81 casos classificados como “crimes comuns relacionados às eleições”; 21 por “incidentes de segurança pública e defesa social próximos aos locais de votações”; e 20 por “desinformação”.

Está prevista uma visita do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, na sede CICCN, em Brasília, às 15h30. O primeiro turno das eleições municipais ocorre em todo o País, exceto no Distrito Federal, no arquipélago de Fernando de Noronha e na capital do Amapá, Macapá, devido ao apagão na região. Ao todo, foram mobilizados 3.397.521 de agentes de diferentes órgãos e 93.423 viaturas para a operação.

Marlla Sabino
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário