PF prende 10 em operação contra tráfico e contrabando

De lucianpichetti | 15 de outubro de 2020 | 16:13
Foto: Divulgação PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (15) a operação Boa Vista, com a finalidade de desarticular uma organização criminosa sediada na cidade de Guaíra, no Oeste do Estado, que faz fronteira com o Paraguai.

Foram cumpridos 20 mandados judiciais – 8 de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão. Ao todo, de acordo com a PF, 10 pessoas foram presas: os oitos alvos, um que era foragido da Justiça e outro preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Um dos mandados de prisão foi cumprido na cidade de Bauru (SP) e os demais em Guaíra. As ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Federal, na cidade paranaense.

A PF contou com o apoio de uma equipe do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFRON) da Polícia Militar e de um helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA), da Polícia Civil.

Durante o cumprimento dos mandados foram apreendidos 23 veículos entre carros e motos, R$ 23,5 mil em dinheiro, 2 armas de fogo e munições, 5 barcos, 1 jet sky, 1 quadriciclo, 5 motores de barco, e 3 volumes de produtos eletrônicos. Além disso 3 imóveis foram sequestrados. A residência de um dos presos foi avaliada em mais de R$ 1,5 milhão.

A estratégia da PF é atuar de forma a descapitalizar as organizações criminosas.

Investigação

As investigações foram iniciadas em junho deste ano, após a descoberta de que um imóvel rural, situado a beira do Lago de Itaipu, estaria sendo utilizado com frequência para a retirada e estocagem de drogas, armas e produtos contrabandeados vindos do país vizinho.

As atividades criminosas eram divididas. Uma parte dos investigados se dedicava ao contrabando e descaminho de produtos eletrônicos, agrotóxicos e equipamentos médicos (aparelhos de endoscopia, ultrassom, entre outros). A outra era especializada no tráfico de drogas e armas.

Veja abaixo fotos da casa de um dos investigados, avaliada em 1,5 milhão de reais.

Prejuízo

De acordo com a PF, durante os últimos quatro meses a organização criminosa perdeu o equivalente a R$ 4,2 milhões em produtos ilícitos que foram apreendidos pelas autoridades. Durante as diligências foram realizadas diversas apreensões e prisões em flagrante de membros da organização criminosa, destacando a apreensão, em julho deste ano, de mais de 100kg de pasta base de cocaína e crack, que tinha como destino o Estado de São Paulo. A droga era levada por um membro da organização criminosa em um fundo falso de veículo.

Em setembro, foram apreendidos 20 fuzis calibre 5.56 no fundo falso de um veículo de propriedade de um dos investigados.

Deixe um comentário