Polícia prende dois em investigação sobre assalto de US$ 5 milhões em Viracopos

De Redação Estadão | 4 de setembro de 2020 | 15:27

A Polícia Federal deflagrou entre a noite desta quinta, 3, e na manhã desta sexta, 4, a operação Tango Victor, que investiga roubo de mais de US$ 5 milhões ocorrido na noite do dia 4 de março de 2018, no pátio do Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas. Duas pessoas foram presas, uma em São Paulo, pela Polícia Militar, e outra em Rondônia, pela Polícia Rodoviária Federal. Agentes ainda cumpriram um mandado de busca na capital paulista.

A corporação informou ainda que a investigação continua para prisão dos demais envolvidos. O nome da ofensiva aberta nesta manhã ‘faz referência ao terminal de cargas onde foi praticado o roubo destinado ao transporte de valores (TV – Tango Victor)’, indicou a PF.

Segundo a Polícia Federal, no dia do roubo, indivíduos portando armas de fogo, após destruírem um alambrado, correntes e cadeados da área do terminal de cargas, abordaram e mantiveram em cárcere privado um segurança da empresa Aeroportos Brasil e outro da empresa GPS, além de funcionários das empresas Swissport, Orbital e BRINKS.

Os criminosos mantiveram as vítimas presas até conseguirem transferir 13 sacolas com US$ 5.058.390,41 de um container recém descarregado do avião da Lufthansa para um veículo clonado da empresa Aeroportos Brasil (ABV).

A PF apontou que ao longo das investigações foram realizadas dezenas de oitivas, inúmeros exames periciais, além da apreensão de dólares comprovadamente subtraídos pelos criminosos durante o roubo investigado.

Segundo a corporação, o grupo investigado tem atuação estruturada, com divisão de tarefas, razão pela qual os presos podem responder pelos crimes de roubo qualificado, receptação e organização criminosa.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário