Pompeo diz que vai monitorar eleições legislativas de Hong Kong de perto

De Redação Estadão | 14 de julho de 2020 | 16:05

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, expressou “grave preocupação” com a declaração da chefe executiva de Hong Kong, Carrie Lam, de que as eleições primárias são uma violação da lei de segurança nacional imposta pela China. “Vamos monitorar os desdobramentos de perto, sobretudo com a aproximação das eleições para o Conselho Legislativo de 6 de setembro”, informou, por meio de nota.

No comunicado, Pompeo também parabeniza os mais de 600 mil eleitores de Hong Kong que participaram do pleito.

“O entusiasmo demonstrar o desejo deles de ter suas vozes ouvidas em meio aos esforços do Partido Comunista Chinês para sufocar as liberdades do território”, destacou o secretário de Estado.

André Marinho
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário