Português ganha corrida no Marrocos e assume a liderança da Fórmula E

De Redação Estadão | 29 de fevereiro de 2020 | 17:25

O português Antônio Felix da Costa finalmente conquistou neste sábado a sua primeira vitória na temporada de 2020 da Fórmula E, após ter ficado perto do degrau mais alto do pódio algumas vezes. O piloto da equipe DS Techeetah venceu a etapa de Marrakech, no Marrocos, do campeonato e, com esse resultado, assumiu a liderança da competição.

Felix da Costa tem agora 67 pontos na classificação, 11 a mais do que o segundo colocado, o australiano Mitch Evans. Em terceiro lugar aparece o britânico Alexander Sims, que está 21 pontos atrás do líder da competição.

O português largou na pole position na etapa marroquina da Fórmula E e liderou a prova durante todo o tempo, com exceção de algumas poucas voltas em que ficou atrás do alemão Maximilian Guenther. Não demorou, porém, para Felix da Costa usar o modo ataque e reassumir a liderança para não mais perdê-la.

Segundo colocado em Santiago e na Cidade do México, o líder da competição superou o trauma vivido no ano passado em Marrakech. Na ocasião, o português tinha tudo para ganhar a prova, mas envolveu-se em um acidente e viu o primeiro lugar cair no colo de Alexander Sims.

“A vitória de hoje (sábado) foi por causa da equipe. Eles me deram um carro incrível e estamos trabalhando juntos para melhorar. A corrida foi realmente muito mais difícil do que parecia”, comentou o português.

Guenther, da equipe BMW i Andretti, terminou a prova na segunda colocação após travar uma dura batalha com Jean-Éric Vergne, companheiro de Felix da Costa na DS Techeetah. O francês chegou a roubar do alemão a segunda colocação a poucos minutos do fim da prova, mas Guenther a recuperou na volta final.

Lucas di Grassi foi o melhor dos brasileiros neste sábado. Após ter largado na 13.ª colocação, ele teve um bom desempenho e terminou em sétimo, o que foi suficiente para mantê-lo na quinta colocação do campeonato, com 38 pontos, seis a menos do que Guenther, o quarto. Já Felipe Massa viveu um fim de semana ruim e terminou a prova em 17.º – ele tem apenas dois pontos na classificação da Fórmula E.

“Mais uma corrida de recuperação, fizemos o possível, mas não conseguimos ter o resultado esperado. Ainda assim terminamos em sétimo, conquistando seis pontos muito importantes para o campeonato”, disse Di Grassi. “No momento não temos o melhor carro, mas estamos trabalhando muito para conseguir melhorar, pois essa é a única forma de brigar pelo título”, completou ele.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário