Principais Bolsas da Europa fecham em baixa, mas Stoxx 600 firma alta com vacina

De Redação Estadão | 1 de julho de 2020 | 14:25

As principais bolsas da Europa fecharam o primeiro pregão do semestre em queda, com os investidores pesando o otimismo com a recuperação econômica e a cautela com o aumento dos novos casos de covid-19 nos Estados Unidos. No entanto, informações de avanço em testes para uma potencial vacina contra o novo coronavírus melhoraram o humor e levaram o índice pan-europeu Stoxx 600 a fechar em alta de 0,24%, a 361,19 pontos.

“Novo trimestre, mesmos problemas. As incertezas ligadas à recente onda de casos covid-19 deixaram os mercados financeiros em um estado familiar de limbo”, comenta o analista Ian Lyngen, do BMO Capital Markets.

Um estudo preliminar publicado hoje, porém, apontou que a vacina experimental contra a covid-19 desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech apresentou resultados positivos, o que gerou otimismo no mercado. O cenário positivo também ganhou impulso com dados de emprego no setor privado dos EUA. O corte de 2,76 milhões de vagas em maio foi revisado para criação de 3,065 milhões de postos.

Os mercados acionários europeus, que operaram com volatilidade, reagiram também a outros indicadores econômicos como o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla inglês) industrial da China, que subiu de 50,7 em maio para 51,2 em junho. Na Alemanha, o PMI industrial avançou de 36,6 para 45,2 no mesmo período. No Reino Unido, o mesmo indicador foi de 40,7 em maio para 50,1 em junho. Já o PMI industrial da zona do euro, subiu de 39,4 para 47,4 no período.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 0,19%, a 6.157,96 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caiu 0,41%, a 12.260,57 pontos. As ações da Wirecard recuaram 16,23%, as da Continental cederam 3,72% e as da Lufthansa caíram 1,25%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 recuou 0,18%, a 4.926,94 pontos. Os papéis da Renault caíram 4,78%, os da Peugeot cederam 2,62%, mas os da Airbus subiram 1,05%, depois de a companhia ter anunciado ontem que fará redução de cerca de 15 mil postos de trabalho até a metade de 2021, para salvaguardar o futuro da empresa em meio à crise.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB fechou em queda de 0,23%, a 19.330,88 pontos. Em Madri, o índice IBEX 35 cedeu 0,06%, para 7.227,40 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 recuou 0,89%, a 4.351,21 pontos.

Iander Porcella
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário