Programa social vai beneficiar 300 mil famílias durante enfrentamento de pandemia

De Daniela Borsuk | 30 de março de 2020 | 08:53
(Foto: Divulgação SEDS)

O Governo do Paraná amplia o alcance de seus programas sociais em função da pandemia do Coronavírus. O pacote social anunciado pelo governador Carlos Massa Ratinho na última terça-feira (24) soma R$ 400 milhões para ajudar famílias paranaenses mais vulneráveis. “É a área mais importante nesse momento”, disse o governador.

Só em ações executadas pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, os recursos chegarão a R$ 389 milhões. São R$ 89 milhões que já eram previstos para este ano dentro do programa Nossa Gente, mais o aporte extra de R$ 300 milhões para famílias em situação de vulnerabilidade, além do aumento do limite do programa Luz Fraterna, anunciados pelo governador.

 “Ajudar essas famílias que vivem em situação de vulnerabilidade e risco social é o compromisso da gestão e, agora, com essa crise causada pelo coronavírus mostra-se ainda mais relevante”, diz o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

O repasse direto de recursos, que beneficiou a 62 mil famílias por mês nos 399 municípios do Paraná, chegará  emergencialmente a 300 mil famílias, por cinco meses.

Já o Luz Fraterna ampliará por 90 dias o limite de consumo de energia elétrica de 120 kWh para 150 kWh. A medida vai incluir mais 52 mil famílias de baixa renda no benefício, atingindo um total de 217,5 mil famílias.

Agricultor

Outra ação é o Renda Nossa Gente Agricultor Familiar que, em parceria com a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, por meio do Instituto Emater, permite a execução de ações que possibilitam aos agricultores beneficiados o acesso às políticas públicas e programas voltados ao desenvolvimento rural sustentável. Para subsidiar essas atividades, a Secretaria da Justiça repassa a cada família um auxílio financeiro de até R$ 3 mil.

O Caixa d’Água Boa também continua em andamento. A Sanepar segue com as entregas nas casas das famílias, individualmente, sem aglomeração e de forma rápida. A própria família que recebe o kit é responsável pela instalação.

Já a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho provê um auxílio financeiro no valor de R$ 1 mil para cada família, para investir na mão de obra necessária à instalação. O programa beneficiará neste ano 4 mil famílias de 144 municípios.

Novos projetos 

Este ano o programa Nossa Gente está implantando também o Inclusão Produtiva Solidária, que aplicará R$ 2,24 milhões para pequenos agricultores com projetos de produção coletiva, e o Incentivo Nossa Gente Paraná, que repassará R$ 10 milhões a municípios para apoio às ações de assistência social.

Nessa linha, também serão entregues oito novos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), num investimento de R$ 800 mil.

Colaboração AEN

Deixe um comentário