Projeto institui mês de incentivo à doação de sangue

De lucianpichetti | 20 de julho de 2020 | 16:38
(Foto: Venilton Kuchler/Arquivo AEN)

Os deputados estaduais analisam em primeiro turno, na sessão plenária desta segunda-feira (20), da Assembleia Legislativa do Paraná, o projeto de lei 392/2020 que institui o Julho Vermelho. De autoria do deputado Anibelli Neto (MDB), o mês será dedicado para ações de conscientização e incentivo à doação de sangue.

Pela proposta, serão realizadas diversas ações e campanhas a fim de contribuir com o aumento do número de doações e, com isso, manter estoque nos bancos de sangue suficiente para atender a demanda e salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias.

O alerta serve para esse período de isolamento social, em que muitos doadores evitam sair de casa para fazer a doação e os bancos de sangue estão com pouco estoque de alguns tipos de sangue. Na hemorrede do Paraná a doação segue, de forma segura nesse período, com o agendamento de horário e com o maior espaçamento entre as cadeiras de doação.

Decisão STF

Recentemente o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou as restrições para à doação de sangue por homens gays, o que pode contribuir com o aumento do número de doadores em todo o país. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que por norma não permitia a doação, já considerou a decisão do STF.

Agora é Lei 

Lembrando que no Paraná, os doadores de sangue estão isentos do pagamento de taxas de concurso público realizado pelos Poderes estaduais e pagam meia entrada no ingresso de eventos culturais, como shows, teatros e cinemas.

Colaboração Alep

Deixe um comentário