Protestos contra primeiro-ministro de Israel voltam a acontecer em Jerusalém

De Redação Estadão | 15 de agosto de 2020 | 21:54

Milhares de manifestantes voltaram a protestar neste sábado, 15, em frente à residência do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu para pedir sua renúncia, em Jerusalém. Não houve relatos de violência.

Apesar do acordo diplomático histórico firmado entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, anunciado na quinta-feira, 13, os manifestantes criticam a condução da crise do novo coronavírus e pedem que o primeiro-ministro seja afastado do cargo enquanto perdurar o julgamento por acusações de corrupção.

Netanyahu é acusado de fraude, quebra de confiança e corrupção passiva.

Pedro Caramuru, com agência internacionais
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário