Quartararo substituirá Rossi na Yamaha em 2021, mas italiano nega aposentadoria

De Redação Estadão | 29 de janeiro de 2020 | 11:46

A Yamaha anunciou nesta quarta-feira uma mudança de gerações em sua dupla de pilotos para a temporada 2021 da MotoGP. A equipe contratou o francês Fabio Quartararo, de 20 anos para ser companheiro do espanhol Maverick Viñales. Isso significará a saída do italiano Valentino Rossi, hoje com 40 anos. Mas ele garantiu que deseja permanecer no grid da principal categoria de motovelocidade do mundo.

Em 2019, na sua temporada de estreia na MotoGP, Quartararo foi sete vezes ao pódio pela Yamaha SRT, terminando o campeonato na quinta posição. Em 2020, ele permanecerá na equipe satélite da marca japonesa, se mudando para o time da fábrica no ano seguinte.

“Agora tenho um plano claro para os próximos três anos e estou muito feliz. Vou trabalhar duro, como fiz no ano passado, e estou extremamente motivado para alcançar ótimas performances”, afirmou Quartararo.

Mas se o francês definiu o seu futuro, Rossi está com a situação incerta. O italiano acertou com a Yamaha que terá até o meio da temporada 2020 para decidir o que fará em 2021. As suas opções são ir para a equipe satélite da Yamaha, buscar um outro time ou até mesmo se aposentar, o que ele garante não ser o seu desejo.

Ele, apontou, porém, que primeiro quer observar o seu nível de competitividade antes de tomar a decisão definitiva. “Meu primeiro objetivo é ser competitivo este ano e continuar minha carreira como piloto de MotoGP também em 2021. Antes de fazer isso, preciso ter algumas respostas que somente a pista e as primeiras corridas podem me dar”, explicou.

Rossi é considerado um dos maiores nomes de todos os tempos da motovelocidade, tendo sido sete vezes campeão da sua principal categoria, sendo o último deles em 2009. Na temporada 2019, ele foi o sétimo colocado.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.