Recuperado da covid-19, Zidane volta ao Real Madrid; presidente testa positivo

De Redação Estadão | 2 de fevereiro de 2021 | 14:46

Após pouco mais de 10 dias de afastamento, o técnico francês Zinedine Zidane retornou nesta terça-feira às atividades no Real Madrid. O treinador havia sido isolado após testar positivo para a covid-19 no último dia 22. Após cumprir a quarentena em casa, realizou um novo teste PCR, desta vez com resultado negativo, e foi autorizado a voltar.

Segundo o auxiliar técnico David Bettoni disse em uma entrevista coletiva no último final de semana, Zidane ficou assintomático, mas teve que seguir os protocolos das autoridades de saúde espanholas e ficou isolado em um setor de sua casa.

Por conta da contaminação pelo novo coronavírus, o treinador acabou perdendo dois jogos do Real Madrid. Foram eles a vitória contra o Alavés (4 a 1, fora de casa) e a derrota para o Levante (2 a 1, em casa), ambos pelo Campeonato Espanhol. O time de Madri só volta à campo no próximo dia 12, quando enfrenta o Huesca, fora de casa.

A volta de Zidane ao trabalho promete ser conturbada. Pouco antes de testar positivo, o treinador já vinha sendo questionado pelo momento vivido pelo Madrid na temporada. Eliminado de duas competições – Copa do Rei e Supercopa da Espanha – e distante do líder Atlético de Madrid no Campeonato Espanhol, a equipe vai se encaminhando para um ano sem títulos, o que não costuma acontecer.

Além do retorno de Zidane, o clube informou, por meio de um comunicado oficial, que o presidente Florentino Pérez testou positivo para a covid-19 e não poderá se relacionar com a equipe pelos próximos dias em que estiver de quarentena, como em viagens de jogos ou no centro de treinamento.

De acordo com a nota, Florentino Pérez vem realizando diversos testes periodicamente para acompanhar o estado de saúde, já que tem 73 anos de idade. Apesar disso, o clube afirmou que o dirigente não apresenta sintomas da doença. “O Real Madrid CF informa que o nosso presidente Florentino Pérez teve resultado positivo nas provas de COVID-19 a que é submetido periodicamente, embora não apresente sintomas”, explicou.

Dessa forma, Florentino Pérez se junta a lista ao lado de membros do corpo técnico e do elenco, como Zidane, Eden Hazard, Eder Militão, Jovic, Mariano e Nacho, que também já testaram positivo para o novo coronavírus.

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.