Reino Unido poderá precisar de 2 anos para recuperação plena, diz ING Economics

De Redação Estadão | 13 de maio de 2020 | 08:45

É improvável que a economia do Reino Unido se recupere plenamente do impacto do coronavírus antes de 2022, segundo avaliação da ING Economics. No primeiro trimestre, o Produto Interno Bruto (PIB) britânico sofreu queda de 2% ante os três meses anteriores, a maior desde a crise financeira mundial de 2008.

“O segundo trimestre deverá ver um declínio no PIB de mais de 10%, e como a grande maioria das medidas de lockdown deverá continuar em vigor até junho, o risco é que o estrago seja ainda maior”, comentou James Smith, economista da ING.

Para Smith, s economia britânica não deverá retornar a níveis anteriores ao da pandemia antes de 2022, uma vez que as medidas de distanciamento social “chegaram para ficar” até o surgimento de uma vacina.

Sergio Caldas
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário