Rejeições no PIX no dia 16 foram em torno de 7%, diz presidente do BC

De Redação Estadão | 17 de novembro de 2020 | 12:14

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta terça-feira, 17, que em torno de 7% das operações realizadas na segunda-feira, 16, com o PIX – o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos – foram rejeitadas. Ainda assim, ele afirmou que o sistema como um todo funcionou e que o porcentual não está fora do esperado.

“Começamos o PIX ontem, com um volume enorme de transações. Tivemos algumas transações que foram rejeitadas”, comentou ele. “O primeiro dia foi espetacular, foi melhor que esperávamos.”

Ao tratar das iniciativas do BC na área de tecnologia, Campos Neto afirmou que o open banking – sistema de compartilhamento de dados de clientes, previsto ainda para 2020 – também vai contribuir para a modernização do sistema financeiro.

“Teremos uma recuperação da crise que será mais calcada na tecnologia”, afirmou Campos Neto, em referência ao pós-pandemia. “Haverá crescimento mais sustentável e inclusivo.” Ao tratar da inclusão, Campos Neto pontuou que, atualmente, grande parte dos países está discutindo a adoção de programas de renda básica ou de imposto de renda negativo.

O presidente do BC participou nesta manhã do “10º Congresso Internacional de Gestão de Riscos 2020”, organizado pela Febraban.

Fabrício de Castro e Eduardo Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário