Rossi revela estar com covid e fica de fora das duas próximas corridas da MotoGP

De Redação Estadão | 15 de outubro de 2020 | 16:12

O italiano Valentino Rossi anunciou, nesta quinta-feira, que está infectado com o coronavírus. Com isso, o piloto da Monster Energy Yamaha não poderá competir nas duas próximas corridas da MotoGP previstas para este domingo (etapa de Aragão) e dia 25 (etapa de Teruel), ambas no circuito de Alcañiz, na Espanha.

“Infelizmente, acordei me sentindo mal pela manhã. Meus ossos doíam e tinha uma leve febre. Imediatamente, eu liguei para o médico, que me testou duas vezes. O ‘teste rápido PCR’ deu negativo, assim como o que eu havia feito na terça”, escreveu o nove vezes campeão mundial.

“Mas o segundo teste, infelizmente deu positivo. Eu fico muito triste por perder a corrida em Aragão. Gostaria de estar otimista e confiante, mas acredito que não estarei presente na segunda corrida também. Estou triste e bravo porque fiz o meu melhor para respeitar o protocolo e apesar do teste de terça ter dado negativo, eu me isolei desde a chegada de Le Mans. De qualquer jeito, a vida é assim, e não posso fazer nada para mudar a situação. Agora vou seguir as recomendações médicas, e espero sentir melhor nos próximos dias”, completou o “Doutor”, de 41 anos.

O chefe da Yamaha, Lin Jarvis, comentou: “Essa é uma notícia ruim para Valentino, para a equipe Yamaha e para todos os fãs da MotoGP pelo mundo. Em primeiro lugar, desejamos que Valentino não sofra nos próximos dias, recuperando-se o mais rápido possível.”

Rossi soma 58 pontos na temporada e ocupa apenas a 13ª colocação na classificação do Mundial, que tem a liderança do francês Fabio Quartararo, também da Yamaha, com 115 pontos, seguido pelo espanhol Joan Mir (Suzuki), com 105, e pelo italiano Andrea Dovizioso (Ducati), 97.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário