Rússia e Itália se classificam na ATP Cup; Alemanha disputa vaga contra a Sérvia

De Redação Estadão | 3 de fevereiro de 2021 | 10:34

A ATP Cup, competição entre países que acontece nesta semana em Melbourne e serve de preparação para o Aberto da Austrália, conheceu nesta quarta-feira os dois primeiros classificados às semifinais. Rússia e Itália derrotaram Japão e França, respectivamente, por 2 a 1 e já garantiram a primeira colocação de seus grupos.

A primeira equipe classificada foi a Itália. Pelo Grupo C, Fabio Fognini foi o primeiro a entrar em quadra e derrotou Benoit Paire por 2 sets a 0, com o placar final de 6/1 e 7/6 (7/2). Na segunda partida do dia, Matteo Berrettini superou Gael Monfils com as parciais de 6/4 e 6/2. Nas duplas, os franceses conseguiram o seu ponto com a vitória de Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin sobre Simone Bolelli e Andrea Vavassori por 6/3 e 6/4.

Com dois Top 10 em quadra, a Rússia confirmou o favoritismo contra os japoneses no Grupo D. Um dia depois de superarem a Argentina na estreia, Daniil Medvedev e Andrey Rublev também venceram seus jogos de simples nesta quarta-feira.

Rublev foi o primeiro a entrar em quadra. O oitavo colocado do ranking superou Yoshihito Nishioka por 6/1 e 6/3. Pouco depois, foi a vez de Medvedev, o número 4 do mundo, bater Kei Nishikori por 6/2 e 6/4. “Estou muito feliz pela equipe. Chegar às semifinais é um grande passo. Estou muito feliz por termos vencido nos dois jogos de simples. Ambas as partidas foram sets diretos, então estou muito feliz pela equipe e espero que possamos ir além disso”, disse Medvedev.

Com os resultados, a partida de duplas com Evgeny Donskoy e Aslan Karatsev contra Ben McLachlan e Yoshihito Nishioka teve efeito apenas na disputa por pontos no ranking da ATP. E os japoneses venceram de virada por 2 sets a 1 – parciais de 4/6, 6/3 e 12 a 10 no match tie-break.

NA DISPUTA – Os outros dois grupos da ATP Cup terão os classificados às semifinais definidos nesta quinta-feira. No Grupo A, a Alemanha derrotou o Canadá por 2 a 1 e fará a decisão da vaga contra a Sérvia de Novak Djokovic. No B, a Austrália fez 2 a 1 na Grécia e tudo está indefinido entre gregos e a Espanha.

Estreando apenas nesta quarta-feira, a Alemanha contou com uma vitória de Jan-Lennard Struff sobre Milos Raonic na primeira partida por 2 sets a 0 – parciais de 7/6 (7/4) e 7/6 (7/2) – e depois com o suado triunfo de Alexander Zverev, que bateu Denis Shapovalov de virada por 6/7 (5/7), 6/3 e 7/6 (7/4), depois de 2 horas e 53 minutos.

Sem mais chances de classificação, já que também perderam por 2 a 1 para a Sérvia no primeiro dia da competição, os canadenses foram para as duplas com Steven Diez e Peter Polansky, que salvaram o dia e levaram a melhor contra Struff e Kevin Krawietz por 2 sets a 1 – parciais de 7/6 (7/4), 6/7 (6/8) e 10 a 3 no match tie-break.

No Grupo B, os australianos ganharam, mas já estão eliminados pelo critério de desempate. John Millmann fez 1 a 0 para os locais ao bater Michail Pervolarakis por 6/2 e 6/3, mas na sequência os gregos empataram com Stefanos Tsitsipas fazendo 6/3 e 7/5 em Alex de Minaur. Nas duplas, os donos da casa com John Peers e Luke Saville garantiram a vitória ao derrotarem Pervolarakis e Tsitsipas por 2 sets a 1 – parciais de 6/3, 4/6 e 10 a 5 no match tie-break.

Nesta quinta-feira, os gregos encaram a Espanha de Rafael Nadal e precisam vencer por 3 a 0 para se classificarem às semifinais. Os espanhóis só precisam de uma vitória no confronto para se garantirem.

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.