Rússia prende manifestantes que exigem a libertação de Alexei Navalny

De Redação Estadão | 23 de janeiro de 2021 | 09:00

A polícia russa prendeu neste sábado manifestantes que exigem a libertação do principal líder da oposição russa Alexei Navalny em manifestações no leste do país. São esperados novos protestos no final do dia de hoje em Moscou e outras grandes cidades.

Navalny, que é o inimigo mais importante e duradouro do presidente Vladimir Putin, foi preso em 17 de janeiro quando voltou da Alemanha para Moscou. Ele passou cinco meses no país alemão para se recuperar de um grave envenenamento que atribuiu ao governo russo.

As autoridades dizem que sua permanência na Alemanha violou os termos de uma pena em uma condenação criminal que Navalny diz ser ilegítima. Ele deve comparecer ao tribunal no início de fevereiro para determinar se cumprirá a pena de três anos e meio de prisão.

A organização OVD-Info que monitora as detenções políticas disse que pelo menos 48 pessoas foram detidas em cidades como Vladivostok e Khabarovsk. Os organizadores em Vladivostok disseram que cerca de 3 mil pessoas compareceram ao protesto.

É provável que haja mais pessoas para o protesto da tarde planejado em Moscou. O prefeito da cidade e outras autoridades fizeram alertas para que os cidadãos não compareçam à manifestação.

Associated Press
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.