Saída de Sergio Moro é a derrota da ética, diz Podemos em nota

De Redação Estadão | 24 de abril de 2020 | 12:27

As lideranças do Podemos comentaram em nota a saída de Sergio Moro do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública. No texto, o partido afirma que a saída do ex-juiz é “a derrota da ética”. O Podemos afirma que o desligamento de Moro representa o afastamento do governo Bolsonaro do “sentimento popular e do combate à corrupção”.

“Esperamos e estaremos atentos para que as mudanças não coloquem em risco os avanços obtidos e que o Brasil seja um país mais igual e justo”, diz o texto assinado pela deputada federal Renata Abreu, presidente nacional do Podemos; pelo senador Álvaro Dias, líder do partido no Senado Federal, e também pelo deputado federal Léo Moraes, líder do partido na Câmara dos Deputados. (Equipe AE)

Abaixo a íntegra da nota oficial do Podemos:

“O combate à corrupção está no coração e na alma das aspirações nacionais. A Justiça é uma necessidade humana incontornável e, na sociedade política, deve figurar sempre como prioridade.

Nesse campo, Sérgio Moro foi um verdadeiro titã e, pelos serviços prestados, já deixou marca inapagável na história institucional do país. O preço de uma sociedade mais justa é a luta permanente.

A saída do ministro Sergio Moro do governo, uma opção do Presidente da República, representa o afastamento do governo Bolsonaro do sentimento popular e do combate à corrupção. É a derrota da ética.

Estamos certos que Sérgio Moro continuará esse bom combate, agora em outra esfera. De nossa parte, esperamos e estaremos atentos para que as mudanças não coloquem em risco os avanços obtidos e que o Brasil seja um país mais igual e justo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário