"Se Trump não tiver carta na manga, fica complicado ele vencer", diz Mourão

De Redação Estadão | 13 de novembro de 2020 | 14:01

Com a vitória de Joe Biden no Arizona, o vice-presidente Hamilton Mourão avaliou hoje, 13, que a situação de Donald Trump fica mais “complicada” a não ser que o atual presidente americano tenha “uma carta na manga”. Mais cedo, Mourão afirmou que “a vitória de Biden está cada vez mais sendo irreversível”. O democrata é dado como eleito pela imprensa norte-americana, mas Trump contesta o resultado na justiça.

“Hoje, agora quando terminou essa situação do Arizona e o Biden já foi pra 306 delegados, acho que agora ficou complicado, a não ser que o presidente Trump ainda tem uma carta na manga que a gente desconhece”, comentou em conversa com jornalistas no início da tarde, na saída da sede da vice-presidência.

Mourão afirmou não saber quando o governo irá se pronunciar sobre a eleição de Biden. O Brasil é um dos poucos países que ainda não reconheceu o resultado do pleito norte-americano. Para o vice-presidente, isso, contudo, não coloca o País em uma posição de isolamento. Ele disse que eventualmente ocorrerá um cumprimento por parte do governo brasileiro. “Aguarda o momento aí que vai acontecer e não vai ter nenhuma hecatombe nuclear por causa disso”, garantiu.

Nesta manhã em entrevista à Rádio Gaúcha, Mourão já havia destacado, que, “independente do momento que for reconhecido o resultado da eleição americana”, o diálogo entre os dois países seria mantido.

Emilly Behnke
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário