Seleção brasileira olímpica bate Coreia do Sul de virada em amistoso no Egito

De Redação Estadão | 14 de novembro de 2020 | 13:35

Em seu primeiro desafio após a pausa das competições em razão da pandemia de covid-19, a seleção brasileira olímpica derrotou a Coreia do Sul por 3 a 1, neste sábado, em amistoso realizado no Cairo, no Egito. A vitória foi assegurada de virada, com gols de Matheus Cunha, Rodrygo e Reinier após Lee Donggyeong abrir o placar para os sul-coreanos.

Em preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021, a seleção olímpica mostrou boa movimentação no ataque, que funcionou bem, enquanto que a defesa deixou a desejar no duelo disputado no Al Salan Stadium.

Os atacantes fizeram a diferença para o triunfo do time comandado por André Jardine. O trio de ataque formado por David Neres, Rodrygo e Matheus Cunha teve grande atuação. Com muita movimentação e troca de posições, os homens de frente incomodaram a defesa adversária e ajudaram Reinier também na criação das jogadas.

Mas o Brasil demorou um pouco a encaixar seu jogo. Com problemas na defesa, a equipe brasileira foi vazada na primeira etapa logo aos seis minutos. Lee Donggyeong recebeu de Oh Sehun, bateu colocado e contou com desvio para a bola enganar o goleiro Phelipe e entrar no cantor esquerdo.

Fechada em seu campo de defesa, a seleção da Coreia do Sul teve a chance para ampliar depois que Kim Daewon foi derrubado na área por Lyanco. Oh Sehun, porém, cobrou o pênalti para fora após resvalar no travessão. A penalidade perdida pelo rival fez o Brasil acordar.

Com mais volume de jogo, os comandados de André Jardine foram para cima e criaram aos menos cinco oportunidades de gols até balançarem as redes com Matheus Cunha. No lance, o atacante do Hertha Berlin pegou o rebote de finalização de Rodrygo defendida pelo goleiro Song Bumkeun e estufou as redes em arremate de esquerda aos 41 minutos do primeiro tempo.

Na etapa final, a seleção brasileira encurralou os sul-coreanos e construiu a vitória com naturalidade. A virada foi consumada aos 15 minutos. Após bela jogada de David Neres, o atacante do Ajax finalizou para a defesa de Song Bumkeun. Na sobra, Rodrygo apareceu para escorar para o gol e colocar a equipe em vantagem.

O resultado foi definido aos 27 minutos. Emerson desceu pela direita e acionou Matheus Cunha na entrada da área. O atacante tabelou com Reinier, que recebeu de volta e bateu colocado na saída do goleiro para selar o triunfo no Egito.

O próximo compromisso da seleção olímpica é contra o Egito. O duelo está marcado para terça-feira, às 16h (horário de Brasília). Os atletas serão liberados no dia seguinte para voltarem a seus clubes e a preparação para a Olimpíada de Tóquio seguirá no ano que vem. Por conta do adiamento dos Jogos de 2020 para 2021, o futebol olímpico terá limite de idade de 24 anos, e não mais 23.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário