Senador republicano McConnell defende certificação de vitória de Biden

De Redação Estadão | 6 de janeiro de 2021 | 16:16

O líder do Partido Republicano no Senado, Mitch McConnell, disse nesta quarta-feira, 6, que as eleições de novembro de 2020 não foram “roubadas” e que não houve fraude disseminada no pleito, como defende o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A declaração de McConnell foi dada durante sessão conjunto do Congresso que certificará a vitória de Joe Biden.

“Os eleitores, os tribunais e os estados falaram. Todos falaram. Se os rejeitarmos, isso prejudicaria nossa República para sempre”, declarou McConnell ao defender a certificação da vitória de Biden. Segundo o republicano, a democracia dos EUA entraria em uma “espiral da morte” se o resultado da eleição fosse derrubado.

Logo após o início da sessão, os aliados de Trump questionaram a certificação dos votos do Arizona. Quando há uma objeção, os congressistas realizam um debate que pode durar até duas horas. Por isso, é esperado que a sessão se estenda até a noite.

O vice-presidente americano, Mike Pence, que preside a sessão, declarou em carta enviada aos legisladores que não pode interferir no processo, depois de ter sido pressionado por Trump.

Após o processo de certificação, Biden tomará posse no dia 20 de janeiro. O democrata conquistou 306 votos no Colégio Eleitoral, contra 232 de Trump.

Iander Porcella
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.