Smith e Miller lideram primeiros treinos livres para a etapa da França da MotoGP

De Redação Estadão | 9 de outubro de 2020 | 14:30

O britânico Bradley Smith e o australiano Jack Miller foram os mais rápidos dos dois primeiros treinos livres nesta sexta-feira para a etapa da França da MotoGP. O piloto da Aprilia dominou a primeira sessão, ainda com pista molhada por conta da chuva, e o competidor da Ducati foi soberano na segunda atividade do dia.

No primeiro treino, com quase todos pilotos com pneus de chuva, Smith, que substitui Andrea Iannone, afastado por doping, anotou 1min43s804 na última de suas 15 voltas para assegurar a liderança com 0s154 de vantagem para o segundo colocado, o francês Johann Zarco, da Esponsorama. O italiano Danilo Petrucci ficou em terceiro, com Jack Miller e Andrea Dovizioso fechando o top 5.

Na segunda atividade do dia, Miller se arriscou com pneus slicks com a pista ainda úmida e foi feliz. O australiano registrou 1min34s356 na melhor de suas 15 voltas e terminou em primeiro, 0s144 mais veloz que o espanhol Maverick Viñales, da Yamaha. O japonês Takaaki Nakagami, da LCR Honda, chegou a ameaçar o líder, mas caiu em sua tentativa final e fechou no terceiro posto.

Ao contrário da sessão que abriu o dia, o segundo treinamento teve o céu bastante nublado, sem chuvas. Quando os pilotos foram à pista, os termômetros marcavam 16°C, com ventos fracos.

Líder do Mundial de Pilotos, Fabio Quartararo decepcionou nas duas sessões. Único a vencer mais de uma corrida nesta temporada, o francês da Yamaha SRT terminou o primeiro treinamento em 18º, 2s690 atrás de Smith, e mostrou uma leve evolução mais tarde, ao ficar em 11º, 1s133 mais lento que o líder Miller.

A disputa pelo campeonato segue acirrada. Quartararo lidera com 108 pontos, oito a mais que o vice-líder Joan Mir, que também não foi bem nesta sexta ao fechar as atividades na 13ª e oitava colocações, respectivamente. Maverick Viñales é o terceiro, com 90 pontos, seguido por Andrea Dovizioso, com 84, e Franco Morbidelli, com 77.

Morbidelli, que é ítalo-brasileiro, fez o sétimo melhor tempo nas duas sessões, enquanto que Dovizioso teve queda de performance, ao ficar em quinto e depois completar a sessão seguinte na 19ª posição.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário