'Soltos em Floripa': liminar da Justiça pede suspensão de cenas

De Redação Estadão | 13 de abril de 2020 | 18:38

Após recente polêmica envolvendo duas figurantes de Soltos em Floripa, reality show exibido pela Amazon Prime Video, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) determinou a suspensão de cenas envolvendo-as. A decisão liminar foi deferida pela juíza Ana Luisa Schmidt Ramos no último fim de semana.

Segundo informações do site do TJ-SC, as jovens admitiram ter assinado contrato para atuar como figurantes, mas acabaram sendo gravadas em “cenas de cunho erótico que, embora consentidas, extrapolavam o direito à intimidade de ambas”.

A juíza concedeu tutela de urgência para que os responsáveis retirem a imagem das duas figurantes “de todos os episódios do programa, sob pena de multa diária de R$ 500, assim como subtraiam suas imagens do material de divulgação do seriado, sob pena de multa de igual valor”. Os processos correm em segredo de Justiça.

O E+ entrou em contato com a assessoria da Amazon Prime Vídeo a respeito da liminar da Justiça envolvendo Soltos em Floripa, mas não obteve o retorno até a publicação desta reportagem.

Soltos em Floripa

O reality show Soltos em Floripa, não recomendado a menores de 18 anos, acompanha o dia a dia de oito participantes solteiros em uma rotina de festas, paqueras, brigas e confusões. Sua estreia na Amazon Prime Video, serviço de streaming, ocorreu em 20 de março de 2020.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário