SP: Mostra Internacional de Cinema Virtual contará com filmes de 21 países

De Redação Estadão | 1 de setembro de 2020 | 10:13

Às 15h desta terça-feira, dia 1º, um seminário online em vídeo com a participação dos secretários estaduais da Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, e Relações Internacionais, Júlio Serson, marcará o início da 1ª Mostra Internacional de Cinema Virtual promovida pelo Governo do Estado de São Paulo.

Os secretários debaterão a situação do audiovisual no País e no mundo, e a importância do cinema para a aproximação de diferentes povos e culturas. Na sequência, será apresentado o longa documentário Sabores do Templo, que a diretora brasileira Lygia Barbosa realizou na Coreia do Sul. Com o subtítulo A Simplicidade da Cura, o longa conta com a participação de três monjas sulcoreanas que abordam o segredo para uma vida melhor.

A mostra online deve durar todo o mês de setembro, até dia 30. Exibirá filmes de 21 países, todos grátis, pela plataforma #CulturaEmCasa. Nesses quatro meses, a plataforma abrigou mais de mil conteúdos em áreas como gastronomia, música, artes visuais e comportamento, ultrapassando 1,5 milhão de acessos. Os interessados em participar do webinar deverão se credenciar antes. O debate será transmitido pelo canal da SEC no YouTube.

A programação inclui várias produções da Rússia (Ana Karenina – A História de Vronsky, Braço de Diamante, O Caminho de Berlim, 12 Cadeiras, etc), incluindo uma animação dos anos 1960, em plena URSS – O Conto do Czar Saltan, baseada no poema de Puchkin.

Outros filmes vêm da Alemanha (O Marco Invisível, Férias), Cabo Verde (Djon Africa), Canadá (Pequenos Gigantes), Índia (Hindi Medium, Pink, Vizir), Itália (Dafne), Japão (Espelho Triplo Asiático), Moldávia (Mamaliga Blues) e também de países da América Latina, como Argentina (Procurando Tita), Equador (Fronteira), Nicarágua (Lubaran) e Paraguai (Guarani).

x
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.