STJ sofre ataque hacker durante julgamentos e manda PF investigar

De Redação Estadão | 4 de novembro de 2020 | 13:21

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) afirmou ter sofrido um suposto ataque hacker na tarde desta terça-feira, dia 3, quando aconteciam as sessões de julgamento dos colegiados das seis turmas. A presidência da corte informou que já acionou a Polícia Federal (PF) para a investigação do caso.

Em razão da possível tentativa de invasão à rede de tecnologia da informação, o Tribunal suspendeu os prazos processuais até a próxima segunda-feira, dia 9. Durante o período, as demandas urgentes, como liminares em habeas corpus, estarão centralizadas na presidência da Corte.

O STJ ainda suspendeu e cancelou todas as sessões de julgamento, virtuais e por videoconferência, até o restabelecimento da segurança do tráfego de dados dos sistemas. A área de Tecnologia da Informação (TI) da Corte também recomendou aos usuários – ministros, servidores, estagiários e terceirizados – que não utilizem computadores que estejam conectados com algum dos sistemas informatizados do STJ, até que seja garantida a segurança do procedimento.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário