Suposto parceiro de Gugu fala à TV sobre processo de união estável

De Redação Estadão | 18 de maio de 2020 | 11:37

O chef de cozinha Thiago Salvático, de 32 anos, que entrou na Justiça com processo de reconhecimento de união estável homoafetiva com o apresentador Gugu Liberato, morto em novembro de 2019, concedeu no domingo, 17, à noite, uma entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo. Salvático pede a partilha de bens acumulados por ambos no período em que conviveram.

Ele já havia anunciado em fevereiro sua intenção de ir aos tribunais para exigir o reconhecimento de união estável e uma parte da herança, revelando que mantinha um relacionamento afetivo com o apresentador.

Rose Miriam, que tampouco era casada oficialmente com Gugu, mas vivia com o apresentador e é a mãe de seus três filhos, também foi à Justiça após a morte dele, reivindicando o reconhecimento da união estável dos dois.

Metade da herança de Gugu Liberato foi transmitida aos filhos João, Sofia, 16, e Marina, 16. Já a segunda metade, o apresentador deixou 75% para os três e 25% para cinco sobrinhos.

A mãe do apresentador alega que ele e Rose não eram oficialmente casados e, portanto, ela não tem direito aos bens que reivindica.

A irmã de Gugu Liberato, Aparecida, foi nomeada inventariante.

As filhas questionaram na Justiça o desaparecimento de objetos valiosos do pai, mas os bens, catalogados, serão apresentadas pela tia quando elas forem maiores de idade.

Para Rose, ele não deixou nada. Ela disse ao Fantástico que jamais ouviu falar do nome de Salvático da boca de Gugu.

A família do apresentador não quis se pronunciar.

Quando esse testamento foi feito, em 2011, Gugu Liberato ainda não conhecia o chef de cozinha Thiago Salvático. Este, por sua vez, demorou para anunciar sua decisão de entrar na Justiça para pedir o reconhecimento da união estável por “respeitar seu luto”. Ao Fantástico, ele declarou que teve uma relação de “muito amor e cumplicidade” com Gugu.

Dono de duas sorveterias na cidade de Paderborn, na Alemanha, Thiago Salvático foi ajudado por parentes a administrar seus negócios logo após o desaparecimento do apresentador.

Até a morte de Gugu, o relacionamento entre ambos era desconhecido do grande público – e, segundo a lei, a união estável só é reconhecida quando o relacionamento é público e tem como objetivo constituir família.

Rose foi a única parceira que Gugu apresentou publicamente. Ele nunca assumiu ser homossexual ou bissexual para os veículos da mídia.

Salvático conheceu Gugu em 2011, na Itália, quando lá morava. Segundo ele, os dois se encontravam casualmente e viajaram juntos para vários países, momentos registrados em fotos, inclusive os passeios que faziam.

O chef de cozinha diz que conviveu mais de dois anos com ele, foi apresentado a vários amigos do apresentador, que, segundo ele, foi figura fundamental em sua vida.

Redação O Estado de S. Paulo
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário