Taxas curtas e médias de juros sobem em ajuste ao Copom e longas recuam

De Redação Estadão | 21 de janeiro de 2021 | 09:18

Conforme era esperado no mercado, os juros futuros curtos e médios se ajustam em alta nesta manhã de quinta-feira ao comunicado no Copom, que resultou na retirada do “forward guidance” ou prescrição futura do texto, uma indicação técnica de que os juros não subiriam desde que a inflação seguisse em patamares baixos. Com esse ajuste, os longos recuam, alinhados também ao dólar. Às 9h05 desta quinta-feira, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 estava em 7,10%, de 7,15% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 estava em 5,01%, de 4,96%, enquanto o vencimento para janeiro de 2022 exibia taxa de 3,29%, de 3,25% ontem no ajuste.

Luciana Xavier
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.