Tendência é de queda nos casos de dengue no Paraná

De lucianpichetti | 19 de maio de 2020 | 17:44
(Foto: Valdecir Galor/SMCS)
Foto: Valdecir Galor/SMCS

A análise de taxa de incidência da dengue no Paraná sinaliza para a tendência de queda nos índices da doença no Estado. Nas últimas semanas, 20 municípios que estavam em situação de alerta ou em epidemia não apresentaram novos casos autóctones confirmados e estão com a taxa de incidência zerada.

A avaliação considera dados pontuais coletados nas últimas quatro semanas de monitoramento.

Cidades

As cidades com a taxa de incidência zerada são Santo Antonio do Sudoeste, Corumbataí do Sul, Xambrê, Diamante do Norte, Nova Aliança do Ivaí, Tamboara, Itaguajé, Ivatuba, Nossa Senhora das Graças, Santa Inês, Uniflor, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Centenário do Sul, Miraselva, Porecatu, Sertanópolis, Leópolis Diamante D´Oeste e Arapurã.

A análise mostra ainda que outros 176 municípios apresentam tendência de queda na taxa de incidência no Estado.

Preocupação

O secretário de Estado Saúde, Beto Preto, afirma, porém, que a dengue segue como uma das maiores preocupações do Governo do Estado. O Paraná ainda está em epidemia da doença e o trabalho da Vigilância Epidemiológica é constante nas 22 Regionais de Saúde, apoiando todos os municípios em ações de prevenção e controle.

Além do apoio técnico, os 20 municípios elencados nesta análise receberam ou estão recebendo recursos financeiros por meio de resoluções da Secretaria que repassam investimentos de cerca R$ 8 milhões no combate e controle do vetor da dengue para todas as regiões.

No acumulado do período de agosto do ano passado até 18 de maio são 180.340 casos confirmados de dengue, 12.633 a mais que a publicação anterior, conforme boletim semanal divulgado nesta terça-feira (19).

Boletim

O boletim publicado nesta terça-feira apresenta mais de 313 mil notificações para a doença no Estado e confirma mais sete óbitos, elevando para 139 o total de mortes provocadas pela doença. Os sete óbitos ocorreram entre os meses de fevereiro, março e meados de abril e estavam em investigação.

Todos são de pessoas idosas. Duas mortes foram em Cambará, dois homens, um com 72 anos, cardiopata, e outro com 77 anos, com hipertensão. Um óbito em Paiçandu, homem, 79 anos, portador de hipertensão e diabetes; um óbito em Bandeirantes, homem, 85 anos, sem comorbidade associada; um óbito em Alto Piquiri, mulher de 88 anos, com hipertensão; um em Marialva, homem, de 92 anos, cardiopata, com diabetes e hipertensão, e um outro em Astorga, homem, também de 92 anos, sem doenças associadas.

Ação

A Secretaria da Saúde segue apoiando os municípios nas ações de combate à dengue. “Nesta semana daremos suporte às atividades de busca e eliminação técnica de criadouros do mosquito da dengue na região de Campo Mourão. As ações acontecerão em Goioerê, Moreira Sales, Quarto Centenário e Rancho Alegre do Oeste”, informa Ivana Belmonte.

Colaboração AEN

Deixe um comentário