Thiago Monteiro perde para húngaro e se despede de Roland Garros na 3ª rodada

De Redação Estadão | 3 de outubro de 2020 | 12:32

Thiago Monteiro não conseguiu passar da terceira rodada de Roland Garros. O tenista brasileiro, 84º do mundo, se despediu do Grand Slam francês ao ser superado pelo húngaro Marton Fucsovics, 63º do ranking da ATP, neste sábado, por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/1 e 6/3. Pesou para o revés o grande número de erros não forçados.

Fucsovics se mostrou muito consistente e cometeu poucos erros, ao contrário de Thiago, que afirmou, após a derrota, que ficou com um “gostinho de quero mais”, já que esteve a um passo de avançar às oitavas de Roland Garros. Na sua avaliação, faltou pressionar mais o rival, mas ele se mostrou satisfeito com o desempenho no saibro parisiense e agora diz que quer usar a confiança adquirida para os próximos torneios.

Foi o melhor resultado da carreira de Thiago Monteiro em um Grand Slam e também a primeira vez que o tênis brasileiro colocou um jogador na terceira rodada de um torneio deste nível desde 2015, quando Thomaz Bellucci caiu nesta etapa do US Open para o britânico Andy Murray.

Thiago só não conseguiu quebrar o jejum de dez anos sem um brasileiro nas oitavas de final de Roland Garros. Bellucci, em 2010, foi o último tenista do Brasil a avançar às oitavas da competição francesa. Antes de ser eliminado neste sábado, o cearense havia passado pelo georgiano Nikoloz Basilashvili, 33º colocado no ranking da ATP, e pelo americano Marcos Giron, 96º do mundo. Ele deve figurar entre os 75 principais tenistas do ranking mundial.

Fucsovics segue invicto contra o brasileiro. Eles se encontraram duas vezes e o húngaro triunfou nas duas ocasiões. Além da vitória em Paris, ele levou a melhor no ano passado, nas oitavas de final do Torneio de Munique, realizado em quadras de saibro, numa partida definida em três sets.

Favorito por ter despachado na estreia o russo Daniil Medvedev, cabeça de chave número 4 do torneio, o número 63 do mundo chegou vai debutar nas oitavas de Roland Garros, etapa em que vai encarar outro tenista da Rússia, Andrey Rublev, 13º cabeça de chave, que superou com facilidade o sul-africano Kevin Anderson, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/3.

No confronto deste sábado, Thiago começou melhor, com uma quebra de serviço, decretada com uma linda devolução na paralela. No entanto, o adversário deu o troco. O brasileiro conseguiu nova quebra, mas novamente o húngaro venceu outro game no serviço do rival. O equilíbrio perdurou até o final do primeiro set, quando Fucsovics se aproveitou dos erros seguidos do oponente no 12º game e fechou por 7 a 5. Foi a primeira parcial perdida pelo brasileiro no torneio.

O revés no primeiro set abalou Thiago, que foi dominado pelo adversário na parcial seguinte. O húngaro ganhou cinco games em sequência e, novamente tirando proveito dos erros não forçados do cearense, fechou por 6 a 1.

O panorama foi semelhante no terceiro set, com Fucsovics sólido e consistente, e o brasileiro abalado e sem conseguir encaixar seu melhor jogo. Ele sofreu duas quebras e viu o húngaro fechar a parcial em 6 a 3 para selar a vitória.

O Brasil ainda tem chance de título em Roland Garros, nas chaves de duplas. Bruno Soares, ao lado do croata Mate Pavic, e Luísa Stefani, na parceira formada com a americana Hayley Carter, estão nas oitavas de final e entram em quadra neste domingo.

Também venceram neste sábado e avançaram à próxima fase o grego Stefanos Tsitsipas, o alemão Daniel Altmaier, o espanhol Pablo Carreño Busta e o búlgaro Grigor Dimitrov.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário