Trump defende comutação de pena de Roger Stone e fala em "caça às bruxas"

De Redação Estadão | 11 de julho de 2020 | 13:11

Com Associated Press

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu em sua conta no Twitter a decisão de comutar a pena do amigo de longa data Roger Stone, intervindo em um caso criminal que foi central para a investigação sobre a intervenção da Rússia nas eleições norte-americanas. “Roger Stone foi alvo de uma caça às bruxas ilegal que nunca deveria ter acontecido”, escreveu Trump. “É o outro lado que são criminosos, incluindo Biden (Joe Biden, candidato Democrata à Presidência e ex-vice-presidente dos EUA) e Obama (Barack Obama, ex-presidente dos EUA), que espionaram minha campanha – E foram pegos!”

A decisão de Trump veio poucos dias antes de Stone começar a cumprir sentença de prisão por 40 meses por mentir ao Congresso, influenciar testemunhas e obstruir a investigação da Câmara sobre se a campanha de Trump conspirou com a Rússia para vencer a eleição de 2016.

Trump anunciou ainda no Twitter que, a pedido do congressista John Moolenaar (Partido Republicano, Michigan), aprovou uma declaração de desastre para fornecer mais de US$ 43 milhões em recursos federais para ajudar o Estado de Michigan a se recuperar de recentes inundações por rompimento de barragens.

AE
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário