Trump: senadores que disputam pleito na Georgia aderiram a movimento contra Biden

De Redação Estadão | 5 de janeiro de 2021 | 13:08

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou que os senadores republicanos Kelly Loeffler e David Perdue decidiram se juntar ao grupo de congressistas que pretende obstruir a certificação da vitória de Joe Biden na eleição presidencial. Normalmente apenas uma formalidade, o evento ocorre nesta quarta-feira, 6. Loeffler e Perdue disputam o segundo turno da eleição para o Senado pelo Estado da Georgia, que realiza votação hoje.

“É um prazer anunciar que @KLoeffler & @sendavidperdue acabam de se juntar ao nosso grande grupo de senadores #StopTheSteal. Eles vão lutar contra a ridícula Certificação dos votos do Colégio Eleitoral em Biden”, escreveu Trump em sua conta oficial no Twitter, fazendo referência a uma hashtag que sugere fraude na eleição, o que não foi comprovado. “Georgia, saia e VOTE em dois grandes senadores, @Kloeffler e @sendavidperdue. É tão importante fazer isso!”, pediu o presidente em outro tuíte.

Nesta segunda-feira, 4, em comício na Georgia, Trump disse que lutará “com todas as forças” para se manter no cargo. A disputa pelas vagas do Estado no Senado americano definirá o destino do futuro governo de Joe Biden, que toma posse em 20 de janeiro. Se os democratas levarem as duas cadeiras, poderão formar maioria em votações, já que a vice-presidente eleita, Kamala Harris, que é do partido, poderia desempatar com seu voto de Minerva.

Iander Porcella
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.