Vacina contra o sarampo é importante mesmo com isolamento

De Daniela Borsuk | 28 de março de 2020 | 09:16
(Foto: José Fernando Ogura/ AEN)

O boletim epidemiológico do sarampo publicado na quinta-feira (26) confirma mais quatro casos da doença na última semana. Desde agosto de 2019, são 934 pessoas que já tiveram ou ainda estão com sarampo no Estado. A maior incidência ocorre no grupo de adultos jovens com idade entre 20 e 29 anos, seguido de pessoas entre 10 e 19 anos.

“Nossa preocupação de hoje é o enfrentamento ao coronavírus. Mas temos outros vírus circulando e doenças em nosso Estado. Por isso, alerto que a vacina é a melhor prevenção. Mesmo neste período de isolamento e distanciamento social, busque algum local com pouca circulação e vacine-se”, ressalta o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

Pessoas de cinco até 59 anos devem ser imunizadas. O público mais afetado pela doença, a população com idade entre 20 a 29 anos, deve atualizar a carteira de vacinação ou fazer um reforço da proteção com uma dose a mais da vacina.

Nas faixas etárias de cinco A 19 anos e de 30 até 59 anos a vacinação é para quem precisa atualizar a carteira. Crianças que têm entre seis meses e 11 meses e 29 dias também devem ser vacinadas. A população com idade entre um a 29 anos deve receber duas doses da vacina tríplice viral e de 30 a 59 anos, uma dose.

Colaboração AEN

Deixe um comentário